Para oferecer alimentos de qualidade e seguros à população, uma série de controles devem ser feitos em todas as etapas da cadeia produtiva de alimentos e bebidas, do campo até a mesa do consumidor.

Ao pensar nesta cadeia produtiva, uma das etapas fundamentais consiste no acondicionamento dos alimentos em embalagens. Estas devem garantir a segurança do alimento e não ser uma fonte de contaminação. Para isso, a embalagem deve atender as exigências das legislações para materiais destinados ao contato com alimentos e bebidas. A legislação utilizada no Brasil é harmonizada com o Mercosul e foi internalizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O objetivo desse curso é apresentar os regulamentos da Anvisa pertinentes às embalagens celulósicas destinadas ao contato com alimentos e discutir os conceitos e os requisitos descritos nas resoluções.

Público-alvo: Profissionais de empresas fabricantes de embalagens celulósicas, fabricantes de insumos (celulose, resinas, revestimentos, adesivos, aditivos, corantes, etc.) e da indústria de alimentos, bebidas e ingredientes.

Coordenação Técnica: Elisabete S. Saron


Apoio   Realização