23/11/2016

Redução de açúcar em produtos de panificação é destaque em seminário no Ital

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de tecnologia de Alimentos (Ital) realizou, em sua sede, em Campinas, no dia 9 de novembro de 2016, o Seminário “Desafios Tecnológicos e Perspectivas para a Redução de Açúcar nos Setores de Bakery e Confectionery”, com o objetivo de apresentar os principais desafios tecnológicos e analíticos relacionados à redução de açúcar em produtos de panificação, doces e biscoitos. 

Durante o evento, especialistas e pesquisadores do Centro de Tecnologia de Chocolates, Balas, Confeitos e Produtos de Panificação (Cereal Chocotec) do Ital abordaram tópicos como: cenário brasileiro de consumo de açúcar e estratégias nacionais para a redução de consumo; rotulagem nutricional; desafios tecnológicos para a redução de açúcar e desafios analíticos para quantificação de açúcar de adição, além de apresentar alguns ingredientes alternativos ao uso de açúcares.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (WHO – sigla em inglês) o consumo em excesso de açúcares livres está diretamente associado ao sobrepeso e ao desenvolvimento de cáries dentárias. O ganho de peso, por sua vez pode levar ao desenvolvimento de outras doenças crônicas não transmissíveis como, o diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. 

Dados da WHO mostram que no Mundo, a obesidade mais que dobrou desde 1980. Em 2014, 39% dos adultos maiores que 18 anos estavam acima do peso e 13% obesos. De acordo com dados do Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), 52,5% dos brasileiros estão acima do peso e 17,9% da população está obesa.

De acordo com os participantes, o evento foi uma grande oportunidade para se discutir quais serão as estratégias nacionais frente ao grande desafio que é a redução do consumo de açúcar de adição. “O Seminário permitiu uma maior aproximação entre entidades de classe, indústria e órgãos regulatórios”, destacou Ana Cristina Niculitcheff da Granolab/Granotec Nutrição e Biotecnologia.

Já Bárbara Bernadi, da Ingredion ressaltou que o evento “foi importante para as empresas que estão interessadas em ideias e sugestões para se ajustarem às mudanças”. 

O Secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, parabenizou o Ital pela iniciativa e acrescentou que o conhecimento técnico científico da SAA e seus institutos são essenciais para implantação de políticas públicas relacionadas à alimentação no Estado de São Paulo e Brasil. “Esse trabalho que o Instituto realiza é fundamental para garantir a saudabilidade dos alimentos, um dos pilares determinado pelo governador Geraldo Alckmin”, finalizou.