27/09/2017

ITAL promove primeiro curso sobre as etapas do processamento na área cárnea

O 1º Treinamento de Processamento de Carne para os instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) foi realizado pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Centro de Tecnologia de Carnes (CTC). A formação realizada na sede do Instituto, localizado em Campinas, repassou aos participantes conhecimento para o trabalho direcionado que realizam diariamente no campo com os produtores rurais.

“Nossa expectativa é grande no sentido de que, por meio deste curso, nossos profissionais estarão todos no mesmo nível técnico e poderão desenvolver os projetos que temos frente aos produtores de carne, é uma área bem promissora”, explica Elton Koroiva, Técnico do SENAR que prevê lançar três novas ações na área de processamento de produtos cárneos.”

O curso contemplou os principais temas como classificação dos produtos cárneos, importância da qualidade das matérias-primas, ingredientes e aditivos; processamento; cálculo de marinação; desossa e demonstração de cortes; tripas, envoltórios e embalagens; resfriamento e congelamento; cozimento; e cominuídos e emulsionados. Nos dois dias de curso, exclusivo para a equipe do SENAR, os estudantes tiveram aulas teóricas na parte da manhã e prática à tarde.

“A proposta era abordar todos os processos num período curto, mas com base científica, extraindo o que tem de mais aplicável na prática para que os instrutores possam transferir o conhecimento para o produtor rural”, destaca Ana Lucia Correa Lemos, Pesquisadora do ITAL e Diretora do CTC.

Ana Lucia alerta que os pequenos produtores precisam se diferenciar e isso requer mais disposição do que investimentos. “É possível fazer uma excelente linguiça com poucos equipamentos (um moedor, uma misturadeira e embutideira manual). Além disso, o principal é não cair no comum, mas conhecer os princípios, a base”, conta.

O ITAL se preocupa em oferecer para a sociedade informações corretas sobre as pesquisas na área de alimentos, bebidas e embalagens. “Nosso foco é mostrar aos participantes a importância de se conhecer os princípios para criar os produtos, de forma adequada e inovadora. Não seguir receita”, completou.  

Para o Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, dar ferramentas para a sociedade é o diferencial dos institutos do governo. “O ITAL preparou este curso in company para o SENAR pensando em atender uma necessidade específica. Nosso papel é servir e transferir tecnologia e conhecimento. E ficamos seguros de que os instrutores que participaram irão levar adiante até a outra ponta da cadeia toda essa estrutura e oportunidade que há nas mãos daqueles que querem trabalhar e produzir com seriedade e qualidade”, finaliza.